Bolsa prisma

Ainda não tinha nenhuma bolsa em forma de prisma com a finalidade de guardar projetos/meias em execução - embora tenha feito estojos para os lápis - e as que fiz com esse fim não ficaram comigo, como podem relembrar aqui
Chegada a hora de me presentear, chegou também a hora de vos mostrar onde é que fui copiar o modelo: foi aqui!
É um vídeo pequeno (não nos faz perder muito tempo) e muito bem explicado que merece a nossa atenção. Aproveito para deixar à autora, também, a minha enorme gratidão. :)
As diferenças prendem-se com as dimensões e com as alcinhas laterais. As alcinhas foram substituídas por uma alça de transporte e as dimensões são as que se seguem - incluem já a margem de costura.
Trabalhei com três tecidos para o exterior (para aproveitar retalhos), mas podia ser só um de 38 cm X 38 cm. 
Os cantos (caixinha de leite) têm 4 cm.
A alça tem 23 cm X 9 cm, foi dobrada ao meio e forrada com guata termocolante.
A bolsa foi forrada com guata de espessura média, sem cola.

Se quiserem experimentar e se surgir alguma dúvida... não hesitem, tentarei ajudar. :)

Vão gostar tanto de passear a vossa bolsinha! 





Fronha, panô, tricô...

Eu já tinha bordado o Pai Natal e os ajudantes, mas faltavam as renas. Estas, ainda, vieram a tempo de fazer uma fronha para o Natal... mas de 2018! 
Já agora, por curiosidade, tenho outras duas quase, quase a raiar, contudo, hoje, fiquemo-nos só com esta! :)

Dezoito promessas...

... é o que estes novelos acabadinhos de chegar me dizem: prometem fazer lindas, quentes e confortáveis meias. :)
E eu prometo continuar a aquecer as mãos! 

Dos meus serões

Os dias curtos relegam as minhas preciosas cruzes e costuras para os fins de semana. No entanto, é graças a eles que os serões se tornam mais longos e consequentemente mais produtivos. Ora, uma viciada em  meias ocupa o serão a fazer... meias!
Tem sido um tal poupar de energia: mantinha nos joelhos e lã nas mãos substituem as fontes caloríficas convencionais - os aquecedores, pronto. As mãos ficam e mantêm-se quentes durante todo o serão. Esta deve ser a principal razão de eu gostar tanto de tricotar meias e é, de certeza, o único momento do meu dia em que tenho as mãos quentinhas.
Posto isto, meninas, porque esperam? Vamos lá tricotar meias!  :):):)

Um ramo de flores...

Para a minha mãe. :) 
É vê-la toda contente de roda das suas plantinhas!
Com a pouca luz do quarto, restou-me a claridade da sala... notem a diferença (nas fotos).

Aventais

Costurei os aventais que se seguem - não os dispenso na cozinha - decorando os bolsos com dois modestos bordados de ponto cruz. Mais simples, não há! :)
Os tecidos xadrez, 100% algodão, foram achados baratinhos numa loja local. Segundo me disseram, são muito antigos, do tempo em que cá se produziam bons e resistentes tecidos. O único senão é que custam imenso a passar a ferro - parecem pano-cru. Como podem ver pelas fotos, tinha acabado de os passar, mas já precisam/precisavam... :(
Como achei graça à ourela desfiada, aproveitei-a para a borda inferior. 

Gosto tanto de tecidos axadrezados na minha cozinha! Assim eu gostasse tanto de cozinhar, rs...  :)

Bordado: A little boo - Lizzie Kate